0

A Sudene chegou ao fundo do poço

Coluna Fogo Cruzado – Folha de Pernambuco – 25 de abril de 2014

Coube ao deputado Givaldo Carimbão, do PROS de AL, indicar o superintendente da Sudene

Recriada no governo Lula após ser declarada extinta pelo ex-presidente FHC, a Sudene acaba de chegar ao fundo do poço com a nomeação de um vereador de Maceió para comandá-la. Nada contra a pessoa do indicado, que é fiscal de tributos municipais, e sim contra o fato de a entidade ter-se transformado em moeda de troca com um partido político que nasceu em 2013 (PROS) para reforçar a base de apoio à presidente Dilma Rousseff. Se fosse vivo, o fundador da Sudene e seu primeiro superintendente, Celso Furtado, estaria morto de vergonha. Um órgão que foi criado no governo JK para planejar e incentivar o desenvolvimento da região passar a ser comandado por um vereador em troca do apoio do partido a que pertence ao governo federal. Como não tem mais função, nem orçamento, nem técnicos qualificados para “pensar” o Nordeste, é melhor que ela “morra” de novo para não matar os nordestinos de vergonha.

A inevitabilidade da CPI

Especialista em Direito Comercial, o advogado e ex-governador Roberto Magalhães considera inevitável a criação da CPI da Petrobras depois que o jornal “O Globo” noticiou ontem que uma auditoria realizada pela própria empresa na refinaria de Pasadena (EUA) descobriu um saque de US$ 10 milhões sem qualquer documento que o autorizasse. O dinheiro foi retirado da conta da refinaria na Corretora MF Global (2010), que um ano depois entrou com pedido de falência.

Confronto – De passagem ontem por Belém, Eduardo Campos (PSB) endureceu suas críticas à base fisiológica do governo Dilma Rousseff. Ele disse que se chegar à presidência “essa turma” vai “descer a rampa” do Palácio do Planalto e que não haverá a distribuição de ministérios com partidos políticos “como se distribui bananas”. Se tiver força para cumprir, terá sido um avanço.

Obras – A prefeita Madalena Brito (PTB) invocou ontem as muitas obras feitas pelo Governo do Estado em Arcoverde para justificar o seu apoio à candidatura de Paulo Câmara (PSB).

Empate – Pelo menos no Rio de Janeiro, Eduardo Campos (PSB) e Aécio Neves (PSDB) estão empatados. Nenhum dos dois tem candidato competitivo para disputar o governo estadual.

Título – Ao receber ontem na Universidade de Salamanca (Espanha) o seu 27º título de “doutor honoris causa”, Lula (PT) passou a ser o brasileiro que mais coleciona esse tipo de honraria.

Cerco – Paulo Câmara (PSB) será apoiado em Carpina por 4 lideranças que não se dão entre sí: a ex-deputada Carla Lapa (foto), do PSB, o prefeito Carlinhos do Moinho (PSB), a vice Marta Guerra (PMDB) e o ex-prefeito e candidato a deputado Manoel Botafogo (PDT).

À luta – Perdem tempo os membros da cúpula do PSB que tentam convencer a vereadora Marília Arraes (PSB) a desistir da candidatura à Câmara Federal. E por ser neta de Miguel Arraes e tia de Eduardo Campos é improvável que o partido a deixe perder a eleição.

Respeito – O prefeito Elias Gomes (PSDB) liberou seus auxiliares em Jaboatão dos Guararapes para votarem nos candidatos dos partidos a que pertencem. A secretária Karla Menezes (PT) saiu na frente e já está pedindo votos para Armando Monteiro (PTB)/João Paulo (PT). Já Mirtes Cordeiro (PSDB) faz o contraponto e trabalha para Paulo Câmara/Fernando Bezerra (PSB).

Passaporte – A exemplo do que ocorreu com Humberto Costa (PT), que após ser inocentado em 2010 pelo TRF (5ª região) da acusação de envolvimento com a “máfia dos vampiros” elegeu-se senador, seu colega Collor de Mello (PTB) carimbou ontem o passaporte para voltar ao governo de Alagoas ao ser absolvido pelo STF da acusação de falsidade ideológica, corrupção passiva e peculato.

0

Por falta de provas, STF absolve Collor da acusação de três crimes

fernando_collor_1_foto_agencia_senado

O Supremo Tribunal Federal absolveu nesta quinta-feira, por falta de provas, o senador e ex-presidente da República, Fernando Collor de Mello (PTB-AL), das acusações de peculato, corrupção passiva e falsidade ideológica.

Segundo a acusação do Ministério Público, o ex-presidente teria permitido a assinatura de contratos fraudulentos com empresas de publicidade dos quais teria se beneficiado com o recebimento de propinas para pagamento de despesas pessoais.

A denúncia do Ministério Público foi recebida pela Justiça comum no ano 2000 mas em 2007 o processo foi transferido para o STF porque ele se elegeu senador e tem direito a foro privilegiado.

O processo ficou parado no gabinete da ministra relatora, Carmem Lúcia, de 2009 até 2013.

Em razão disso, dois dos três crimes de que o ex-presidente era acusado – corrupção passiva e falsidade ideológica – já estavam prescritos.

Por unanimidade, os ministros concordaram que a denúncia do Ministério Pública era frágil porque não reunia provas suficientes para incriminar o senador.

Primo de Collor e nomeado por ele para o STF, o ministro Marco Aurélio não participou do julgamento.

0

Eduardo garante em Belém que não distribuirá ministérios “como se distribui bananas”

240414 - divulgação

Durante visita a Belém, nesta quinta-feira, o pré-candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, voltou a garantir que se for eleito à sucessão de Dilma mandará os “velhos políticos” para a oposição e não distribuirá ministérios com partidos políticos como se “distribui bananas”.

“Estou convencido”, disse ele, “que do jeito que está o arranjo em Brasília o Brasil não vai para frente. No nosso governo, nós não vamos distribuir ministérios como se distribui bananas. Temos que reduzir o número de ministérios e colocar pouca gente que sabe o que está fazendo, e não muita gente que não faz nada”.

A afirmação foi feita durante almoço promovido com empresários na sede da Federação das Indústrias.

Antes, numa coletiva de imprensa, o ex-governador de Pernambuco declarou que no seu eventual futuro governo “partido nenhum vai ser dono de ministério”.

Na véspera, em Cascavel (PR), o ex-governador disse numa entrevista a jornalistas: “A gente tem que partir já avisando: quando nós chegarmos lá (no Palácio do Planalto), vocês (os fisiológicos) saem, viu? Nós vamos subir a rampa no dia 1º de janeiro (de 2015) e vocês descem (…). É preciso que apareça uma coisa coisa como eu e a Marina Silva que diga: ‘nós não vamos governar com aquela turma. Vamos botar aquela turma na oposição”.

Segundo Campos, “aquela turma” cercou os governos de FHC e de Lula e hoje manda mais no governo de Dilma do que no dos antecessores.

0

Jaboatão dá início à mobilização para pôr todas as crianças na escola

busca ativa - foto Marcelo Ferreira

O prefeito Elias Gomes (PSDB) participou hoje (24) do “Dia D” do programa “Busca Ativa” cuja finalidade é pôr na escola todas as crianças de Jaboatão dos Guararapes entre 4 e 5 anos de idade

Somente nesta quinta-feira foi assegurada a pré-matrícula de 476 novas crianças na rede de ensino da cidade.

A mobilização feita na véspera apontou que existem na cidade 1.570 crianças de 4 a 5 anos fora da rede municipal e que, dessas, 1.094 estão em escolinhas da rede privada. As 476 restantes passarão a ter o direito garantido.

De acordo com a prefeitura, 1,5 mil monitores estão percorrendo os bairros do município para identificar crianças que se encontram fora da escola a fim de convocá-las a estudar.

0

Paulo Câmara terá o apoio de “dois lados” no município de Paudalho

240414 - foto Roberto Pereira

O pré-candidato do PSB ao Governo do Estado, Paulo Câmara (PSB), visitou nesta quinta-feira (24) três municípios da Mata Norte: Paudalho, Nazaré da Mata e Carpina.

Ele estava acompanhado do candidato a senador, Fernando Bezerra Coelho (PSB), que é o “general” das tropas governistas.

Em Paudalho, a chapa da Frente Popular será apoiada por dois adversários históricos: o prefeito José Pereira (PSB) e o ex-prefeito Eufrásio Filho (PSDB).

“A união destas forças, que no passado foram rivais, mostra que vivemos um novo tempo, em que os interesses do povo são colocados acima das questões pessoais”, disse o candidato Paulo Câmara.

0

Carpina será a próxima parada da Comissão Especial da Mata Norte

isaltino_nascimento_foto_joao_bita

O município de Carpina vai receber na próxima segunda-feira, dia 28, a Comissão Especial da Mata Norte e Agreste Setentrional da Assembleia Legislativa para realização de um debate sobre os problemas da região.

A Comissão tem como presidente o deputado estadual (e candidato a federal) Isaltino Nascimento (PSB), ex-secretário dos Transportes do governo Eduardo Campos.

O encontro terá início às 8h30 na Escola Técnica Maria Eduarda, na Avenida Padre Rocha, S/N, no Bairro de São José.

Segundo o deputado, a finalidade da Comissão é articular a construção de um “território estratégico” que estabeleça um diálogo entre Goiana, que está recebendo grandes investimentos, entre os quais a fábrica da Fiat, e os municípios que ficam em seu entorno.

A primeira reunião se realizou em Goiana, no último dia 7, e apenas dois prefeitos da região compareceram.

0

João Lyra promete entregar o Estado em “ordem” ao seu sucessor

joão lyra neto foto - josué mata-SEI

Durante reunião com os gestores públicos estaduais, nesta quinta-feira, o governador João Lyra Neto declarou que não está apenas finalizando a gestão administrativa do seu antecessor, Eduardo Campos, e sim trabalhando para entregar o Estado em ordem ao seu sucessor.

A reunião ocorreu no Teatro Guararapes, do Centro de Convenções, e contou com a presença de gestores públicos de diversos órgãos estaduais.

Segundo João Lyra, todos os gestores que passaram pelo Palácio do Campo das Princesas fizeram o possível para deixar uma contribuição à história do Estado.

A contribuição da atual gestão, disse ele, foi ter proporcionado uma “revolução” no serviço público.

Antes da fala do governador, o secretário de Planejamento e Gestão, Frederico Amâncio, apresentou um balanço das ações do governo em todas as áreas.

Segundo ele, o conjunto de investimentos feito pelo Governo do Estado nos últimos sete anos elevou a qualidade do serviço público em todas as áreas.

“Nós triplicamos os investimentos públicos, elevando de R$ 2 bilhões para R$ 6 bilhões. Hoje, o nosso objetivo é finalizar a gestão com um total de R$ 12 bilhões em investimentos”, disse Fred Amâncio.

Para o governador, o trabalho de monitoramento das ações já desenvolvidas e outras que ainda serão iniciadas deverá ser redobrado, pois a atual gestão é quem vai prestar contas deste exercício ao Tribunal de Contas do Estado.

0

Descumprir decisão do STF é crime de responsabilidade, diz o líder Mendonça Filho

mendonça_filho_foto_sidney_lins_junior

O líder do DEM na Câmara Federal, deputado Mendonça Filho (PE), defendeu hoje (24) a imediata instalação da CPI mista da Petrobras em cumprimento à recomendação feita na véspera pela ministra Rosa Weber (STF).

“Prefiro acreditar que o presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros, não vai adotar mais medidas protelatórias para barrar esta CPI. Vamos lutar para que a Comissão seja instalada já na próxima semana”, disse o deputado pernambucano.

Segundo ele, “descumprir a decisão do STF seria cometer crime de responsabilidade”. Isso porque o presidente do Congresso já anunciou que vai recorrer da decisão da ministra ao plenário do STF, embora o recurso não tenha efeito suspensivo.

Mendonça já fez a indicação dos parlamentares do seu partido que irão integrar a CPI Mista da Petrobras. São eles Rodrigo Maia (RJ) e Onyx Lorenzoni (RS).

0

Prefeita do PSB anunciará domingo o apoio a Armando

adalberto_cavalcanti_foto_joao_bita_alepe

A prefeita do município de Afrânio, Lúcia Mariano (PSB), vai anunciar no próximo domingo, em Petrolina, seu apoio e o do seu grupo político à candidatura do senador Armando Monteiro (PTB) ao governo estadual.

Ela é casada com o deputado estadual Adalberto Cavalcanti, que será candidato à Câmara Federal pelo Partido Trabalhista Brasileiro.

Na ocasião, a prefeita vai alegar que resolveu “trocar de lado” porque nunca foi recebida em audiência pelo governador Eduardo Campos, apesar de ter tentado várias vezes.

Com esta adesão, o senador se fortalecerá ainda mais no vale do São Francisco onde já conta com apoio do prefeito de Petrolina, Julio Lossio (PMDB), dos deputados estaduais Adalberto Cavalcanti (PTB) e Odacy Amorim (PT) e da ex-deputada estadual Isabel Cristina (PT).

0

PT se vinga das oposições com a “CPI da Alston”

CTS - Comissão Temporária destinada a propor soluções ao fin

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), anunciou nesta quinta-feira que o partido não irá recorrer da decisão liminar da ministra Rosa Weber (STF), que determinou a instalação da CPI da Petrobras, excluindo os contratos do Porto de Suape (PE) e a compra dos trens para o metrô de São Paulo, como defendia a bancada governista.

No entanto, acrescentou, a base do governista já está coletando assinaturas para instalação de uma CPI Mista (com deputados e senadores) para investigar o suposto recebimento de propina por ilustres representantes do PSDB quanto da compra dos três do metrô.

Será a “CPI da Alston”, a empresa que vendeu os equipamentos para o governo de São Paulo que há 20 anos está nas mãos do PSDB.

Já o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), informou que vai recorrer ao plenário do STF contra a decisão da ministra Rosa Weber para que seja instalada a “CPI ampla”.

“Como todos sabem, a senadora Ana Rita (PT-ES) impetrou um mandado de segurança originado na questão de ordem apresentada pela senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) para demonstrar que não havia um ‘fato determinado’ na CPI solicitada pela oposição, mas teve a tese vencida em razão do posicionamento da ministra Rosa Weber. De forma que, dada a perda do objeto pela expedição da liminar, nós do PT, em acordo com a própria senadora, resolvemos acatá-la integralmente e abrimos mão de recorrer para fazer andar mais rápido o processo de instalação da CPI aqui, no Senado Federal”, afirmou Humberto Costa.