0

Jovens que apoiam Paulo Câmara reúnem-se hoje na sede do PSD

andre_de_paula_4_foto_laycer_tomaz

O setor jovem dos partidos que apoiam Paulo Câmara (PSB) para o Governo do Estado reúnem-se na tarde desta quinta-feira (14h) na sede regional do PSD, no Recife, para discutir estratégias de campanha.

Este será o quarto encontro da militância jovem da Frente Popular, que já se reuniu anteriormente nas sedes do PSDB, do PMDB e do PPS.

O presidente regional do PSD, deputado federal André de Paula, confirmou presença neste encontro, que se realizará na Avenida Domingos Ferreira, em Boa Viagem.

Até a presente data, Paulo Câmara tem o apoio de 19 partidos políticos, mas deve receber a adesão de mais dois: DEM e Solidariedade.

Quando o encontro dos jovens estiver acontecendo, ele estará com candidato a senador, Fernando Bezerra Coelho (PSB), percorrendo municípios da Mata Norte.

0

Filha de Pedro Corrêa exige cumprimento do Estatuto do Idoso

aline correa - reprodução internet

A deputada federal Aline Corrêa (PP-SP), filha do ex-deputado Pedro Corrêa (PP-PE), um dos réus do processo do mensalão, protestou hoje contra a decisão do juiz da 1ª Vara das Execuções Penais da capital, Luiz Rocha, de autorizar seu pai a trabalhar fora da prisão, mas usando tornozeleira.

Segundo ela, o Estatuto do Idoso assegura ao seu pai, que tem mais de 65 anos, o direito de não usar tornozeleira por ele ter trabalho certo e endereço fixo.

O ex-deputado foi autorizado a trabalhar como médico numa Clínica de Garanhuns ganhando apenas três salários mínimos por mês. Atualmente ele está cumprindo pena na Penitenciária de Canhotinho, que fica a 42 km de distância.

Quanto ao fato de o juiz não ter autorizado o pedido do ex-deputado para fazer um curso de atualização em sua especialidade (radiologia), Aline Corrêa também protestou.

Ela disse que por estar cumprindo pena (7 anos e 2 meses de prisão) em regime semi aberto, seu pai tem o direito de estudar.

0

É Madalena com Câmara e Lúcia com Armando Monteiro

julio cavalcanti - foto divulgação_

A prefeita de Arcoverde, Madalena Brito (PTB), oficializou nesta quinta-feira, pela manhã, o seu apoio a Paulo Câmara (PSB) para o Governo do Estado.

Embora seja filiada ao PTB que tem como candidato a governador o senador Armando Monteiro Neto, a prefeita alegou que não poderia ficar contra o candidato de Eduardo Campos, “que muito fez por nossa cidade”.

Ela deu ciência de sua decisão, ontem, ao ex-prefeito Zeca Cavalcanti e ao irmão deste, Júlio Cavalcanti, que é deputado estadual pelo PTB.

Apesar de dissidente em relação ao pleito de governador, Madalena Brito mantém o apoio a Zeca para deputado federal e a Júlio para deputado estadual.

Enquanto isso, a prefeita de Afrânio, Lúcia Mariano (PSB), vai percorrer o caminho inverso: apoiar Armando, e não Paulo Câmara, para o governo estadual.

Ela é casada com o deputado estadual (e candidato a federal) Adalberto Cavalcanti (PTB) e deu como justificativa para o seu rompimento com Paulo Câmara (PSB) o fato de nunca ter sido recebida em audiência pelo ex-governador Eduardo Campos.

0

Ex-governador cumpre agenda hoje em Belém do Pará

Ademir Andrade - foto roosevelt pinheiro -agência senado

Em campanha para presidente da República, o ex-governador Eduardo Campos (PSB) cumpre agenda nesta quinta-feira (24) em Belém do Pará.

Ele vai se reunir no Centro de Convenções com cerca de 1.500 lideranças do quatro partidos políticos que o apóiam, a saber: PSB, Rede, PPS e PPL.

“Eduardo Campos tem percorrido o país na construção desta aliança, que organiza debates em busca de propostas políticas, pautadas na gestão eficiente dos recursos financeiros, humanos, tecnológicos e ambientais”, disse o ex-senador Ademir Andrade, presidente do PSB paraense.

Veja, abaixo, a agenda do ex-governador:

11:00 – Chegada no Aeroporto Internacional de Belém.

11:15 – Mini-coletiva às Emissoras de TV locais, no auditório da Infraero, no Aeroporto.

13:00 – Almoço e apresentação para 80 convidados na Federação das Indústrias do Estado do Pará (FIEPA) com os dirigentes desta entidade, da Federação da Agricultura do Estado do Pará (FAEPA) e da Federação do Comércio do Pará (FECOMÉRCIO). Haverá 25 convites para a comitiva Eduardo/Marina e dirigentes dos partidos da aliança no Pará.

15:00 – Visita ao governador Simão Jatene (PSDB) no Comando Geral da Polícia Militar.​ ​

16:00 – Visita ao Jornal O LIBERAL/TV e Rádios do Grupo Liberal, com gravação de entrevista que vai ao ar no dia seguinte no Programa “Bom Dia Pará”.

18:00 – Entrevista coletiva em sala reservada no Hangar Centro de Convenções.

19:00 – Encontro com a militância dos partidos que compõem a aliança, que ocorrerá no auditório principal do Hangar Centro de Convenções, com capacidade para 1.500 pessoas sentadas.

0

Mais 4 anos de Dilma não fará bem ao país, diz Eduardo no Paraná

eduardo-campos foto-eduardo-braga-SEI

O ex-governador de Pernambuco e pré-candidato à Presidência da República, Eduardo Campos (PSB), disse ontem em Cascavel (PR) que mais quatro anos do governo Dilma Rousseff (PT) farão bem ao País.

Em entrevista na sede da Associação dos Municípios do Oeste do Paraná, o ex-governador disse que o Brasil “percebe que as mudanças pararam de acontecer, os ganhos cessaram e a vida começou a piorar para todos”.

“Em três anos, tivemos o menor crescimento do país. A sociedade já tomou a decisão que quer mudar e 70% nas pesquisas já dizem que desejam essa mudança. O Brasil precisa de um governo que aproveite os acertos e não que desmanchar tudo que é o comum. Vamos quebrar o pacto político que está em Brasília. Nós vamos subir a rampa e vai descer aquela turma que está lá de costas para o Brasil. Não vamos governar com aquelas velhas raposas que estão lá roubando o sonho do povo brasileiro de construir uma nação melhor. É insustentável esse padrão político brasileiro, com 39 ministérios que os partidos chamam de seus. Vamos fazer de outro jeito”, disse o ex-governador.

O roteiro dele pelo Paraná incluiu também Foz do Iguaçu, que fica na fronteira com o Paraguai e com a Argentina.

0

Em relação a 2010, Dilma perde o apoio de seis governadores

Dilma Rousseff - foto agência brasil

Diferentemente de 2010 quando disputou a presidência da República com apoio de 19 governadores, a presidente Dilma Rousseff só irá contar com 13 no palanque da reeleição.

Isso representa uma queda de aproximadamente 40% no número de governadores.

Entre os que não irão apoiá-la destacam-se João Lyra Neto (PE), Ricardo Coutinho (PB), Geraldo Alckmin (SP), Antonio Pinto Coelho (MG) e Beto Richa (PR).

0

Filho de José Alencar vai disputar o Senado por Minas Gerais

Jose_alencar_reprodução internet

O empresário Josué Gomes da Silva (PMDB), presidente do grupo Coteminas e filho do ex-presidente da República, José Alencar, vai disputar o Senado por Minas Gerais na chapa do petista Fernando Pimentel.

O vice da chapa deverá ser o deputado federal e ex-ministro da Agricultura, Antonio Andrade, que desistiu de defender candidatura própria do partido ao governo estadual cedendo a um apelo que recebeu do ex-presidente Lula.

Segundo Antonio Andrade, a maioria do PMDB mineiro é a favor de uma composição com o PT.

“Todos os deputados estaduais e federais do nosso partido querem composição com o PT. Essa é a melhor situação para os dois partidos”, avaliou o ex-ministro.

O principal opositor de Fernando Pimentel será o ex-ministro Pimenta da Veiga (PSDB) que terá como candidato a senador o ex-governador Antonio Anastasia (PSDB).

Com isso, Eduardo Campos (PSB) fica sem palanque em Minas Gerais porque Pimentel (PT) apoia Dilma (PT) e, Pimenta, o senador Aécio Neves (PSDB).

0

Comissão de Direitos Humanos da Câmara vai visitar José Dirceu

José-Dirceu-Foto_Maria-Tereza-Correia_EM_D-A-Press

Sob protestos do deputado Arnaldo Jardim (PPS-SP), a Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal aprovou ontem um requerimento de autoria do deputado Nilmário Miranda (PT-MG) para que um grupo de parlamentares visite o Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, para verifique as condições em que os presos cumprem suas penas.

O requerimento inicial previa que os parlamentares checassem a situação do ex-deputado José Dirceu e se o petista tem, como diz a imprensa, regalias na prisão.

No entanto, a redação foi alterada incluindo um adendo que determina que a visita se estenda a todos os presos da Papuda e não apenas a José Dirceu.

Durante a reunião, Miranda sugeriu que o grupo fosse suprapartidário, com deputados de partidos que não compõem a base aliada do governo, e já convidou a deputada Luiza Erundina (PSB-SP) para integrá-lo.

Depois que o ex-deputado Pedro Corrêa (PP-PE) foi autorizado, ontem, a trabalhar fora da prisão, o único ex-deputado (do mensalão) que ainda não está trabalhando é José Dirceu porque o ministro Joaquim Barbosa (STF) ainda não lhe deu autorização.

0

Rosa Weber determina instalação da CPI da Petrobras

Rosa Weber - foto divulgação STF

A ministra Rosa Weber (STF) concedeu liminar, ontem, aos partidos de oposição para determinar ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que instale imediatamente uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar, apenas, as denúncias de irregularidades na Petrobras.

Foi uma derrota para os partidos do governo, que queriam inserir na CPI mais dois assuntos: a compra dos trens para o metrô de São Paulo e os contratos do Porto de Suape (PE).

O alvo dos governistas era o governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) e o ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB).

A ministra afirma em seu despacho que o direito garantido à minoria de criar CPIs para investigar irregularidades não pode ser submetido ao crivo da maioria, como propôs o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

A oposição, disse ela, atendeu aos requisitos constitucionais para instalação da CPI – 1/3 das assinaturas dos membros da Casa Legislativa e existência de fato determinado (Petrobras) – e a obrigação do presidente do Senado é instalá-la.

Veja, abaixo, trecho da decisão da ministra Rosa Weber, contra o qual cabe recurso para o plenário do STF:

“Defiro em parte a liminar,, sem prejuízo, por óbvio, da definição, no momento oportuno, pelo Plenário desta Suprema Corte, da cognoscibilidade da presente ação mandamental e de seu mérito, e até que tal ocorra, para suspender o ato impugnado, no que implica submeter à deliberação da maioria do Senado o requerimento da CPI da minoria, a despeito do aparente cumprimento dos requisitos constitucionais, e para determinar que a CPI seja implementada não com o objeto alargado do RQS nº 303, de 2014, e sim com o objeto restrito proposto no RQS nº 302, de 2014, de que signatários os impetrantes. Notifique-se a autoridade apontada como coatora para que preste informações, em dez dias (arts. 7º, I, da Lei 12.016/09 e 203 do RISTF). Cientifique-se a AGU (art. 7º, II, da Lei 12.016/09). Após, vista ao Ministério Público Federal (arts. 12, caput , da Lei 12.016/09 e 205 do RISTF). Publique-se. Brasília, 23 de abril de 2.014 (22 h)”.

0

Lula recebe na Espanha o 27º título de doutor “honoris causa”

240414 - foto ricardo stuckert - instituto lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu ontem na Universidade de Salamanca, na Espanha, o seu 27º título de doutor “honoris causa”.

Ele, que nasceu em Caetés, no interior de Pernambuco, e tem apenas o curso primário, é o brasileiro que mais recebeu esse tipo de homenagem até agora.

A homenagem foi concedida “pelo impacto que teve a política educativa do seu governo, tanto no incrementação da equidade social como na melhoria da eficiência, conseguidas mediante a valorização de todos os recursos intelectuais de que dispõe esse grande país amigo, especialmente dos provenientes dos setores sociais mais desfavorecidos”, diz a justificativa da Universidade.

O ex-presidente teve como padrinho o catedrático e ex-diretor do Centro de Estudos Brasileiros, Gonzalo Gómez Dacal.

A Universidade de Salamanca já concedeu idêntico título ao Prêmio Nobel da Literatura José Saramago, ao economista de Bangladesh e Nobel da Paz, Muhammad Yunus e ao também ex-presidente do Chile, Ricardo Lagos.

Lula recebeu o título ao lado da esposa, Marisa, e foi muito aplaudido pelos brasileiros que estudam naquela Universidade que é uma das mais antigas e conceituadas do mundo.