0

Odacy dá início a campanha de rua

odacy amorim - foto rinaldo marques - alepe-

Fabiana Gonçalves

No seu primeiro fim de semana de campanha na rua, o deputado estadual Odacy Amorim (PT), candidato à reeleição, visitou algumas comunidades em Petrolina.

A programação iniciou no sábado (19) à noite, no bairro São Gonçalo. O roteiro também incluiu Ouro Preto, João de Deus e Vila Marcela, onde o parlamentar contou com a companhia do deputado estadual Adalberto Cavalcanti (PTB), que é parceiro de Odacy na chapa, disputando vaga na Câmara dos Deputados.

“Agora é o momento de ampliar a nossa prestação de contas e mostrar a nossa vontade e conhecimento de fazer com que toda a nossa cidade, estado e país tenham avanços que reflitam na realidade de todos”, declarou Amorim.

0

Fernando reunifica a família Coelho

Coluna Fogo Cruzado – 12 de julho

Família Coelho se reunifica em Petrolina após uma divisão que durou quase três décadas

Pelo menos no plano estadual, a influente família “Coelho”, de Petrolina, deverá marchar unida nessas eleições. O ex-deputado Osvaldo Coelho anunciou ontem, solenemente, que pretende votar no sobrinho, Fernando, para a vaga do Senado e muito provavelmente em Paulo Câmara para o governo estadual. Já para a Presidência da República, votará no senador Aécio Neves que é o candidato do seu partido (DEM). Este foi o primeiro gesto praticado pela dupla (Osvaldo e Fernando) para tentar reunificar o clã, que se dividiu em 86 na segunda eleição de Miguel Arraes para o Governo do Estado. Naquela época, o então deputado estadual Fernando Bezerra migrou junto com o pai, Paulo Coelho, para o palanque de Arraes, ficando o restante da família (José, Osvaldo, Geraldo e Augusto) com o candidato José Múcio. Quanto à unidade da família na eleição para prefeito de Petrolina em 2016, só o tempo dirá se é possível fazer essa costura.

O ex-maior do Ocidente

Quando se chamava Arena (Aliança Renovadora Nacional), o DEM foi definido por seu então presidente, Francelino Pereira (MG), como “o maior partido do ocidente”. Hoje, debilitado eleitoralmente, tenta eleger, pelo menos, um deputado em PE: Mendonça Filho. Quando passou a se chamar PFL elegeu 105 deputados federais em 1998, 84 em 2002, 65 em 2006 e 43 em 2010. Como o surgimento do PSD e do PROS, viu a bancada encolher para 28 parlamentares.

Cristo – O ex-prefeito de Juiz de Fora, Tarcísio Delgado, que concorre ao governo de Minas pelo PSB, já foi “cristianizado” antes do início da campanha. Não irão apoiá-lo os principais líderes do PSB da terra de Aécio: o prefeito Márcio Lacerda (Belo Horizonte), o deputado federal Mário Assad, o presidente do Atlético Alexandre Kalil e o professor Apolo Hering.

Votos – Candidato à Câmara Federal pela coligação “Unidos pelo Imposto Único”, o empresário Luciano Bivar (PSL) fez campanha ontem com Paulo Câmara (PSB) na favela Roda de Fogo.

Paizão – O ex-deputado Roldão Joaquim está enviando carta aos amigos, assinada com o próprio punho, pedindo voto para a filha, Isabella, candidata à Câmara Federal pelo PDT.

Campeões – Se não houver mudança no curso da campanha, os campeões de votos em Caruaru para a Câmara Federal deverão ser Wôlney Queiroz (PDT) e Jarbas Vasconcelos (PMDB).

Lucro – Após fazer críticas à condução da campanha de Paulo Câmara (PSB) por meio de uma entrevista dada a esta Folha, o prefeito de Jaboatão, Elias Gomes (PSDB), conseguiu algo que até então parecia impossível: arrastar o vereador Raul Jungmann (foto) para o palanque.

Reforço – Dois prefeitos da Frente Popular declararam apoio, ontem, ao candidato Lucas Ramos (PSB) para deputado estadual: Auricélio Torres (Cabrobó) e Eugênia Araújo (Betânia). Torres, que rompeu com o ex, Eudes Caldas (PTB), levou também o vice e cinco vereadores.

Tempo – Eduardo Campos (PSB) terá 26 segundos a mais, de televisão, em relação ao que Marina teve em 2010 quando se candidatou a presidente da República pelo Partido Verde. Ela teve 1 minuto e 23 segundos e ele terá 1 minuto e 48. Parece pouco, e é. Mas foi com esse tempo insignificante que a atual vice do PSB obteve há quatro anos quase 20 milhões de votos.

Presente – Augusto Nardes, presidente do TCU, acertou ontem no Recife com os presidentes de Tribunais de Contas do Nordeste que no dia 17/11, em Brasília, vai entregar aos governadores eleitos um diagnóstico feito em seus estados sobre cinco áreas críticas: infraestrutura, educação, saúde, segurança e previdência. O presidente da República eleito receberá documento idêntico.